Image Map

[Resenha] A Estrela que Nunca Vai se Apagar

A Esther que nunca vai se apagar.

Esse livro é mais do que sobre a menina que inspirou John Green a escrever A Culpa é das Estrelas, é a história de um ser humano que demonstrou que não é difícil viver em estado de felicidade. Que para achar o caminho da real felicidade não precisa de muito, mas, somente de vontade, amor e o carinho de pessoas especiais. 

(Resenha também em vídeo, ao final do post).





A Estrela que nunca vai se apagar, conta a história de Esther Earl, diagnosticada com câncer de tiroide aos 12 anos. Esther era uma menina brilhante e no livro contém vários desenhos, cartas e anotações feitas por essa menina linda e incrível. Esther não era apenas uma pobre inválida que sofria com sua doença sem cura, era uma pessoa que queria fazer a diferença no mundo, mesmo que não fosse viver muito para ver os resultados de seus atos.


A narrativa do livro não é exclusiva de Esther, a introdução é de nosso querido autor Jonh Green, que era amigo pessoal dela. Muitas partes são descritas por seus pais, Lori e Wayne Earl, por seus irmãos, por alguns médicos que ajudaram Esther a combater a doença e por muitos de seus amigos nerdfighters.


O livro como se pode imaginar, é muito triste. É cheio de partes do diário de Esther, que lamenta muito correr o risco de morrer tão jovem. É impossível o leitor não conseguir se aproximar da história, se sentir como uma pessoa bem próxima de Esther e de estar acompanhando a sua batalha contra o câncer. A cada noticia de melhora, eu comemorava, e a cada noticia de piora do quadro clínico, eu chorava. Chorava por pensar que uma pessoa tão inocente, bonita, especial, criativa e simpática, pudesse estar morrendo sem ter aproveitado o restante de sua vida.


Por outro lado, enquanto Esther ainda estava viva, ela fez de tudo para que pudesse mostrar ao mundo que vale a pena viver uma vida feliz, sendo altruísta, ajudando aqueles que precisam. E através da Harry Potter Aliance, Esther pode ajudar muitas pessoas, por intermédio de vídeos que ela publicava em seu canal do youtube, pedindo ajuda de seus assinantes e visitantes.


Esther cita em alguma parte do livro, que não me recordo qual, o seguinte: "Apenas seja feliz, e, se você não conseguir ficar feliz, faça coisas que o deixem feliz. Ou fique sem fazer nada com as pessoas que o fazem feliz". E foi exatamente isso que Esther fez. Ela foi feliz, independente das circunstancias e ainda pode ajudar muita gente através da sua história.


John Green cita em sua participação no livro que Hazel de A Culpa é das estrelas, em nada se parece com Esther, que ela foi apenas uma inspiração para escrever ACEDE, contudo, eu já vejo de um ângulo diferente. Penso que a Hazel pode sim, ser a continuação da história de Esther. Uma linda história de amor, que Esther sonhava em viver e infelizmente não pode.


Assim, termino a minha resenha, indicando este livro para todos. Uma história maravilhosa e real, que vai te ensinar muito sobre as verdadeiras coisas importantes da vida. Para mim, eu posso o mudar o título do livro para A Esther que nunca vai se apagar, porque na minha memória, tenho certeza que ela sempre vai estar. Obrigado Esther, por me ensinar coisas maravilhosas, que você esteja bem, onde quer que esteja.







Veja também a resenha em vídeo:

Comentários de amigos e familiares de Esther sobre o livro:

A Estrela que Nunca Vai se Apagar 
Autores: Esther, Lori e Wayne Earl
Editora: Intrínseca
Páginas: 448
Ache o livro no skoob | Me ache no skoob.
Avaliação: 5 + ♥ | Avaliação Geral: 4.8

21 comentários

  1. Muito boa a resenha. História cativante. Parabéns!

    Gostei muito do blog. Estou seguindo.

    meupedepagina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não li "A culpa é das estrelas", e olha que não foi por falta de indicação. Mas " A estrela que nunca vai se apagar" parece contar uma história emocionante de uma menina encantadora. E parabéns pela resenha!
    Beijos, Keila Ladeia.
    literaturaummundoparapoucos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Eu quero ler esse livro, mas não fazia ideia de que eram vários narradores, pra mim o livro inteiro era pelo ponto de vista da menina. Isso me deixou mais empolgada ainda para lê-lo, acho que isso dá uma visão mais ampla da história contada.

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Fiquei fascinada com a obra. Parabéns pelo brilhante trabalho na resenha.
    Ficou ótimo. Amei seu blog demais :D
    Bastante organizado e com conteúdo
    Visite-nos, se gostar, quiser e for seguir, pode nos avisar. Seguimos de volta :D
    M&N | Desbrava(dores) de livros

    ResponderExcluir
  5. Já li ACEDE mas este nem sabia que tinha e pelo que vi é muito triste ou mais ainda, por trazer as palavras e sentimentos dela.
    Bom acho que vou chorar quando o ler.

    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Já li ACEDE, mas não achei essas coisas todas, por isso nem me interessei quando soube do lançamento desse livro. Tem uma história até interessante, mas não está na lista de desejados urgentes. Se surgir uma oportunidade, quem sabe...

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim você não gostou de ACEDE? :O
      Eu leria o rótulo de xampu que o John Green usa, rs rs.

      Excluir
  7. Oi Marcelo, estou doida para ler esse livro, até porque já li ACEDE e adorei, mas confesso que tenho receio de me emocionar demais e dele acabar me afetando de maneira negativa, já que estou enfrentando um problema parecido na família. Mas assim que a poeira baixar e eu me sentir emocionalmente mais forte, vou conferi-lo, com certeza. Valeu pela dica e pela resenha emocionante. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Força para vencer este desafio.

      Melhoras para esta pessoa e obrigado pelo carinho.

      Excluir
  8. Estou louca para ler este livro!
    Achei apaixonante a resenha!
    Seguindo seu blog!
    Bjoss

    http://fotografiaeleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. A Esther é mesmo um grande exemplo para todos nós.
    E achei uma atitude muito bonita o Jhon ter escrito um livro em homenagem a ela. E de uma forma ou de outra, ela fez a diferença.

    Minhas Impressões

    ResponderExcluir
  10. Olá Marcelo, estou seguindo, amei o seu blog e obrigada por visitar o meu. Beijos :*

    quaseumabiblioteca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Eu li "A culpa é das estrelas", chorei, tô querendo ler esse também...prevejo enchentes ! .-.

    ResponderExcluir
  12. Todos falam muito bem do filme, o livro deve ser melhor ainda, que história linda dela :)
    Vou procurar assistir ao filme e depois vou devorar o livro...
    http://marretada.zip.net/

    ResponderExcluir
  13. Olá!!! Finalmente consegui vir conferir a sua resenha… Oh, nossa, que felicidade triste. Sim, é esse conjunto de adjetivos que expressa o que senti ao ler sua opinião. Eu gostei muito de ACEDE quando o li e saber que John Green se inspirou em uma garota real ao escrever a história foi mais que suficiente para desejar conhecer a Esther.
    Ao que parece, pelas fotos, o livro é tão lindo quanto foi a vida dessa garota. Que triste saber que ela não viveu as experiências que a Hazel pôde… Ao mesmo tempo, porém, Esther marcou a vida de outras pessoas tão intensamente que, sem saber, foi a responsável pelo John Green marcar as nossas vidas com ACEDE.
    Lindo mesmo. Com certeza, lerei este livro.

    Beijos!

    www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. É como você disse é uma história REAL! Isso muda completamente sua perspectiva, por exemplo, quando você lê um livro que sabe que é apenas ficção se alguma coisa dá errado, tudo bem, não é real, mas um livro assim se algo dá errado ou não termina bem, como é o caso deste livro, você sabe que é verdade e isso te dá um sentimento único.

    http://resenhaeoutrascoisas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente este sentimento.

      Obrigado pela opinião Raíssa :)

      Excluir
  15. Adorei a resenha!
    amei esse livro, mas achei ele um pouco pesado :(
    Essa menina era uma guerreira,
    Beijos
    http://leitoraemlondres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é um pouco pesado sim, tem que ter muito coragem de ler.

      Excluir
  16. Oi, Marcelo! Adorei sua resenha. Esse livro é o primeiro da minha wishlist e eu estou louca para tê-lo. Sua resenha é bem estrutura e só amplificou a vontade que eu tenho de ler haha.

    Beijos e sucesso!
    Ale,
    http://des-construindooverbo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alexsandra,
      Esse livro é maravilhoso.
      Leia logo :)

      Excluir

Olá pessoal, obrigado por deixar sua opinião ou sua ideia. Isto é muito importante para mim.

O blog Enquanto Estava Lendo Agradece sua Visita! Curta Nossa Fanpage